Em “Californication”, Hank Moody, um escritor irreverente que gosta de praticar sexo com freiras e mulheres casadas e não poupa saliva a falar palavrões. No episódio de estreia da série, Moody fala blasfemias numa igreja, faz sexo com uma freira e com uma mulher casada e apresenta uma amiga nua à sua filha de 13 anos. Segundo a revista Rolling Stone, “Californication” é “a série mais pornográfica que já foi emitida na TV sem precisar usar o número do nosso cartão de crédito antes”.